Um abraço tão espontâneo quanto o entrevistado.

No final da entrevista, o sumário pode ser o gesto do apresentador. Ricardo Pereira, de forma inusitada, algo que não se viu com qualquer dos anteriores entrevistados, abraça Jerónimo de Sousa de forma bastante peculiar, a interpretação é livre, quanto a propriedade dos afectos.

Vamos mudar!

Vodpod videos no longer available.

 

Publicado por Mário Pinto
Anúncios
por Blogue da Emigração Publicado em Política

8 comentários a “Um abraço tão espontâneo quanto o entrevistado.

  1. Bom por acaso foi das melhores o Jerónimo foi o que é franco e simples e quanto a isso batatas.
    O rograma é fraquito, mas a prestação do jerónimo foi forte, no fim Ricardo Araujo Pereira confessou que tinha pena em já não ter o cartão…

  2. Realmente o Jerónimo esteve mesmo muito bem,porque foi ele próprio, não esteve a criar uma imagem nem a “ser bonzinho” por indicação de ninguém. A autenticidade, a franqueza e a simplicidade brilharam.
    O meu abraço é mesmo verdadeiro e sentido.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s