PCP cresce em Espanha

O número de portugueses registados no sistema da Segurança Social espanhol continua a cair, estando referenciados no final do ano passado 51.831 trabalhadores, quase menos mil do que em Agosto de 2010, indicam dados oficiais revelados hoje.

Os dados do Ministério do Trabalho espanhol confirmam, assim, uma tendência que se tem vindo a consolidar nos últimos anos.

Multiplica-se em 300% o número de votantes do PCP em Espanha!

Anúncios
por Blogue da Emigração Publicado em Sem categoria

8 comentários a “PCP cresce em Espanha

  1. Bravo! Os trabalhadores vão tomando consciência de quem, VERDADEIRAMENTE, defende os seus interesses. Um abraço, desde o LUXEMBURGO.

  2. Quanto à força do PCP em Espanha, é sempre bom saber que o trabalho compensa os meus parabens! O que nem sempre é visível… faz parte da gota necessária para que o copo um dia possa efetivamente encher!
    Na minha ótica o povo português merece um bom puxão de orelhas, então ainda vão dar mais cinco anos a este patifório!!!
    A que distância estamos de um povo ponderado, culto e inteligente! Se querem mais do mesmo, a primeira dose foi bastante boa, não deixa dúvidas a ninguéem nem é difícil advinhar a segunda…
    Um abraço, a luta continua até correr com o banditismo…
    Sid

  3. Olá Camaradas

    Vamos transmitir a vossa saudação aos camaradas que trabalharam na campanha, e que, antes e depois, mantêm acesa a luta.

    Abraço!

  4. Ola camaradas, congratulo todos os portugueses que cumpriram o seu dever civico e votaram, mas mais quero saudar todos os que votaram no camarada Francisco Lopes, mas infelizmente ainda a uma grande percentage de Portugueses que preferem comer merda do que mexer uma palha.

  5. Infelizmente o povo português continua a não ter a noção daqueles que se movimentam para lhes dar cada vez mais fome e miséria e que funcionam no sentido de fazer dos seus filhos os escravos do século 21.

  6. Caros camaradas e amigos, o povo português sempre foi profundamente submisso em relação àqueles que por terem dinheiro, pensam ser os senhores do mundo tudo fazendo para lhes agradar, ao contrário da postura que têm em relação aos seus iguais. Como tal, temos que lhes fazer compreender que o capital mundial está a formatar o sistema para que amanhã sejam os esclavagistas dos povos, a quem darão aquilo que lhes der na real gana, escravizando os
    futuros e talvez ainda os actuais trabalhadores na sequência do que hoje andam já praticar e a desenvolver. Se queres trabalhar é pelo que eu te quero dar.

  7. Peço desculpa por talvez as minhas palavras serem mal interpretadas,mas tenho 61 anos sempre defendi os ideais comunistas desde que me conheço,mas agora já estou a ficar sem forças.
    Sou free-lancer de audiovisuais e estou sem trabalho e não tenho fundo de desemprego,vejo-me sem fundo maneio para sustentar a minha família que não é grande porque os filhos já se foram embora.
    trabalhei durante30 anos,salvo pequenas interrupções cerca de 60 horas por semana e mais e era remunerado por isso, agora estou em casa o telefone não toca,o dinheiro não entra,estou-me a passar.
    Entretanto olho para outras pessoas que moram perto
    e fico pasmado,reformados da tropa,das finanças,
    outros no activo todos funcionarios publicos, mas são mais os dias que estão em casa do que a trabalhar,todos dentro da minha faixa
    étaria, longe dos 65, mas todos com um objectivo na vida, reformarem-se o mais cedo possivel.Todos eles
    tiveram uma vida de trabalho soft sem problemas de falta de trabalho e de dinheiro.
    Entâo e EU?
    E é aqui que me ponho a pensar que o meu partido
    está DOENTE!!!!! que não è mais o partido dos fracos
    e oprimidos,que andou estes anos todos a ajudar os
    que não precisavam em detrimento da verdadeira class
    trabalhadora.
    Esta sim,será a verdadeira classe trabalhadora porque se não produz o patrão despede e se não despede é porque dá lucro e se dá lucro é uma classe
    que pode reinvindicar desde que tenha o apoio que o partido dava há 35 anos aos operários e que agora
    não dá.
    Entretanto é muito mais fácil apoiar ainda mais
    os trabalhadores da função publica e das grandes
    empresas em detrimento dos que trabalham com recibos verdes sem contrato e se o pedem vão para a rua!
    Eu diria que O Partido faz parte da Função Publica!
    AVANTE CAMARADAS.
    PORQUE É QUE TENHO DE PAGAR IRS PARA SUBSIDIAR OS SALARIOS DA FUNÇÃO PUBLICA SE EU NÃO TENHO DIREITO
    A FUNDO DE SEMPREGO?
    PORQUE È QUE TENHO DE PAGAR IRS PARA SUBSIDIAR OS SALÁRIOS DOS TRANSPORTES SE QUANDO FAZEM GREVES O ENTALADO SOU EU?
    TEMOS DE CRIAR UM MOVIMENTO PARA ACORDAR A MALTA DO
    PARTIDO.O MUNDO ESTÁ A MUDAR E O PARTIDO NÃO PODE
    FICAR ASSIM.
    1ªvez que escrevi,peço desculpa pelos erros.obrigado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s